17 de outubro de 2011

Melhor intérprete do 1º Sapukay da Canção Nativa


Recebendo o troféu de Melhor Intérprete das mãos do grande cantor Matheus Leal


É com muita honra que venho dividir com vocês um momento muito especial.
Estive no palco do 1º Sapukay, defendendo uma milonga, que deu a mim a oportunidade de fazer uma interpretação que me levou a conquistar o Troféu de Melhor Intérprete.

Gostaria de ressaltar que fui a única intérprete feminina a defender uma canção no festival; e também que é de extrema importância para mim este evento, pois ele é o primeiro, e se Deus quiser, o primeiro de muitos outros.

Fica aqui meu agradecimento a organização (Rafael Souza e Priscila), a comissão avaliadora, aos compositores, amigos e músicos lá presentes, como Juliano Moreno, Dodo Gonzales, Louise Clips e Nelmo Oliveira, pelo incentivo e pela oportunidade de reconhecerem meu trabalho como intérprete.




1ª apresentação de "Refúgio da Alma". Classificamos!
Fabrício Pedroso (gaita acromática), "Rato" (violão solo) e Clóvis de Souza (violão base).

Abertura da última noite do Festival.
Ao violão Vinícius.

Bueno, na saída do palco uma entrevista para aumentar um pouco mais a adrenalina, ahaha.

Aguardando os minutos restantes para o resultado final.

16 de outubro de 2011

Classificada para a final do 1º Sapukay da Canção Nativa

enho comunicar vocês que nessa última sexta e sábado aconteceu o 1º Sapukay da Canção Nativa, no CTG Rincão da Carolina.
Oito músicas concorreram na sexta e mais oito concorreram ontem (sábado). Das dezesseis músicas, doze passaram para a final, que ocorrerá hoje (16/10).

Tive uma enorme honra de sexta feira interpretar a música "Refúgio da Alma", uma belíssima milonga com música de Clóvis de Souza e letra de Volmir Antunes.
Fui acompanhada pelos músicos: "Rato" (violão solo), Clóvis de Souza (violão base) e Fabrício Pedroso (gaita acromática).

Ontem depois do show do Giovanni Silveira anunciaram as classificadas para a final, que ocorrerá hoje (16/10), e estaremos lá defendendo "Refúgio da Alma"!

Então, venho convidar vocês para prestigiarem o festival, que começará as 21h.
Hoje eu farei a apresentação de abertura da última noite do festival, além de estar concorrendo com "Refúgio da Alma", que será a 6ª composição a subir no palco do festival.

Parabéns para todos os músicos, compositores e intérpretes que abrilhantaram este festival.
E sorte pra nós!

12 de outubro de 2011

Classificada para a final do ENART 2011




Gostaria de contar que no ano passado eu acompanhei os integrantes do CTG Presilha do Pago na Inter-Regional do ENART em Venâncio Aires -terra da erva mate-.
Corria para cima e para baixo para assistir danças, declamação, intérprete e coral.

Me emocionei muito e fiquei triste porque eu gostaria de estar ao palco defendendo o meu CTG e minha querida Santana do Livramento, mas ainda não tinha idade para participar.

Neste ano para a minha felicidade o regulamento foi alterado, e eu pude me inscrever.
A Inter-Regional foi realizada em Pelotas nos dias 7,8 e 9 de Outubro de 2011.

Quando nos deslocávamos para Pelotas "FECHOU O TEMPO E DE REPENTE VEIO UMA CHUVA TEMPORONA", hahahaha. E assim permaneceu até sábado de manhã;
Antes de subir ao palco sorteei a música "Chuva de Verão" (Juliano Moreno e Edilberto Teixeira) para interpretar, coincidentemente a música tinha tudo a ver com o dia.

Quando comecei a interpretação, chovia muito; E no decorrer da canção, foi acontecendo tal qual a música descrevia:
" E O SOL RETORNA COM ESSA CAMPEIRA OBSERVAÇÃO, A VIDA PASSA DE PRESSA COMO UMA CHUVA DE VERÃO".

Para a minha realização, assim como de quem me acompanhava, fui classificada em 2º lugar para a final do ENART, dentre 28 concorrentes.


Fica meu agradecimento ao Juliano Moreno -compositor da música-, por ter me acompanhado ao violão. Também aos Patrões Rui e Andrea, toda a invernada do CTG, aos pais e familiares e aos amigos que ficaram torcendo por mim.
Agora, rumo a Final do ENART 2011!

ps: fotos? só depois que os componentes da invernada me enviarem.
Mas tenho aqui algumas outras.

(Lista das intérpretes classificadas para a final).

E para quem quiser ler a letra para compreender mais o texto a cima, aí está. Desfrutem! hahaha.


CHUVA DE VERÃO- letra: Edilberto Teixeira; música: Juliano Moreno

Fechou o tempo e de repente
Veio uma chuva temporana
E o vento assoprando quente
Tapou de cinza a cambona

Foram os cerros se tapando
Sumindo como um pala branco
Longe o céu trovejando
E a chuva lavando o campo

A imprevista molhaceira
Com cheiro de coisa morta
Chorou logo nas goteiras
E entrou de baixo da porta

Tapada com chuvisqueiro
A natureza esta rindo
A chuva é como dinheiro
Que lá do céu vai caindo

Pra botar o peito n´ água
O peão se tapa com a xerga
Cuidando as pontas de adagas
De um raio cortando a cerca

Mermando os pingos na calha
O peão adianta o serviço
E apara os maços de palha
Pra negociar no bolicho

Depois que a chuva se abranda
Se transformando em garoa
Espera o sol na varanda
Com chimarrão de erva boa

E o sol retorna com essa
Campeira observação
A vida passa depressa
Como uma chuva de verão

Café Campeiro 2011

A casa da Amizade realizou no dia 25 de setembro um café campeiro no CTG Presilha do Pago em prol da Liga Feminina de combate ao Câncer.
Muitas atividades foram realizadas, desfile, distribuição de brindes -inclusive minha mãe ganhou o principal prêmio, que era uma cesta de produtos da Natura, ahaha-, teve também atrações artísticas, como eu e o Daniel Cavalheiro.

Agradecemos a presença do enorme público que lotou as dependências do CTG.

5ª Primavera do Museu

A exposição 5ª Primavera dos Museus foi inaugurada no dia 21 de setembro, às 19h, no Museu de Artes Aspes, em Santana do Livramento.
Artistas locais e da cidade uruguaia de Rivera, foram convidados para a criação de uma obra de arte sobre uma mulher, seja ela santanense, riverense, fronteiriça ou do mundo e da história.
(fonte jornal aplateia)

Foi uma honra mais uma vez estar presente em um evento da Aspes.

Semana Farroupilha

Bueno, posto aqui fotos da Semana Farroupilha. São vários os momentos, desde a troca de faixa, casereada, desfile, entre outros.






Ovino e Vinho

Neste dia me acompanhava no violão Vinícius, uma nova parceria que formo nesta caminhada.
Registro aqui também uma foto do "ensaio" e uma foto com o Érlon Péricles que fez um baita show neste mesmo dia!

Também deixo registrado minha participação no Festival da Ovino e Vinho, onde tirei 2º lugar com a música "Alma de Espelho de Rio" (Gujo Teixeira e Luiz Marenco), estava acompanhada ao violão pelo Toto, um uruguaio bueno barbaridade! ahaha

Detalhe: não tenho fotos do Festival porque na correria perdemos o cartão de memória, ahahaha.